Terceirizados do INSS podem cruzar os braços

tereceizados inssOs funcionários terceirizados que prestam serviços de limpeza ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), podem cruzar os braços já a partir de sexta-feira, caso a empresa Sercon Nordeste responsável pelo serviço não regularize o pagamento dos salários (R$ 800) atrasados dos cerca de 50 trabalhadores que estão sem receber há dois meses e quatro meses sem ticket alimentação (R$ 180), além das passagens que foram depositadas em parte.

Diante do problema, foi encaminhado pelo sindicato da categoria, documento para a Delegacia Regional do Trabalho e o Ministério Público do Trabalho, e na oportunidade teve uma audiência com a empresa que alegou não ter condições de fazer o pagamento, disse o assessor do Sindicato dos Empregados de Condomínio, Limpeza Urbana e em Empresas de Asseio e Conservação do Estado de Sergipe (Sindecese), Alexsandro dos Santos, acrescentando que o trabalhador não pode ficar sem seus salários, mesmo porque o problema é da empresa, não deles.

A situação da categoria é preocupante, pois eles não têm como honrar seus compromissos e já tem gente se desesperando porque está faltando alimentação em casa.

Para chamar a atenção, hoje pela manhã, na sede do INSS, situada no bairro Jardins, os trabalhadores realizaram um ato com café da manhã.

Por Terezinha de Jesus

logo
Rua Dom Bosco, 96 - Cirurgia 
Aracaju-SE - CEP: 49.055-340
Whatsapp:  79 99932-1656
Email: contato@gazetahoje.com