Procuradores protestam contra Augusto

pgeOito procuradores do Ministério Público Federal em Sergipe (MPF/SE) vestidos de preto, realizaram na manhã desta segunda-feira (09) uma manifestação na sede do órgão, contra a indicação de Augusto Aras pelo presidente Jair Bolsonaro para a Procuradoria-Geral da República (PGR).  Augusto Aras não fazia parte da Lista Tríplice da Associação Nacional dos Procuradores da República (ANPR).

Após a indicação de Augusto Aras, o eleito procurador-chefe do MPF em Sergipe e o sub, Ramiro Rockenback e Flávio Pereira de Matias, enviaram um ofício à atual procuradora-geral, Raquel Dodge, desistindo de assumir cargos de comando do órgão.

À imprensa, Ramiro Rockenback afirmou que “adecisão está absolutamente mantida. Não tenho a mínima condição de colaborar com qualquer procurador-geral da República que aceite assumir essa tão importante função nessas condições, nas catacumbas do poder”, disse.

A procuradora Eunice Dantas também participou da manifestação e durante o evento, afirmou que a escolha do cargo pela lista tríplice representa um anseio da classe. “Ela representa os anseios da classe. Aqueles que se candidatam ao processo, que se inicia dois meses antes, mostram suas propostas e o debate é aberto ao público. Ao contrário, essa escolha foi feita à surdina, o Augusto Aras se reuniu em torno de oito vezes fora da agenda com o presidente e ninguém sabe o que foi tratado e o que foi acertado”, explicou a procuradora.

Fonte: MPF/SE/Ascom/Divulgação

 

logo
Rua Dom Bosco, 96 - Cirurgia 
Aracaju-SE - CEP: 49.055-340
Telefones: 79 3214-5421 / 3044-0783
Email: contato@gazetahoje.com