Poluição sonora no centro de Aracaju

Alguns trabalhadores do centro da Aracaju, não conseguem trabalhar com tranquilidade por cousa da poluição sonora produzida por vendedores de lojas de varejo que numa tentativa de chamar atenção do povo para comprar seus produtos,, fazem um verdadeiro “carnaval de barulho” além dos carros de som que desfilam roupas de lojas pelos ruas do centro carregados de produtos para venda, uns fantasiados  de super heróis com o microfone fazem a publicidade do que as lojas vendem e as vantagem de cartão de crédito, qualidade do produto.

O que eles deveriam, principalmente os donos das lojas é ter  a consciência de outros trabalhadores que necessitam de menos barulho para que eles possam também vender seus produtos, os que  mais sofrem com a poluição são as lojas de instituição financeiras, que trabalham com call center, segundo Clécia uma das profissionais do ramo de empréstimos, fica difícil por que o barulho da loja e ensurdecedor, não dá pra trabalhar com ligações, as vezes algumas negociações financeiras ficam prejudicadas pelo enorme barulho que é feito e não tem jeito, as vezes chego em casa com dor de cabeça.

Os diretores lojistas deveriam criar um lei de pelo menos diminuir o barulho, não se faz necessário fazer esse barulho todo pra vender seus produtos, pois quem quer corre atrás, que tem sede procura agua pra beber não precisa gritar que em tal lugar tem agua, afinal de contas, tem lugar para todos, mas o respeito é bom e evita constrangimentos.Por Rubens Barrosocomercio 18 04

logo
Rua Dom Bosco, 96 - Cirurgia 
Aracaju-SE - CEP: 49.055-340
Telefones: 79 3214-5421 / 3044-0783
Email: contato@gazetahoje.com