Atos em todo do Brasil pela prorrogação do prazo para suspensão de despejos

desPeríodo concedido pelo Supremo Tribunal Federal para suspensão de ações de reintegração de posse, devido à pandemia, termina no próximo dia 30 de junho.

Movimentos sociais protestam em todo o Brasil, nesta terça-feira, 21, pela prorrogação do prazo para a suspensão de despejos e remoções até o fim deste ano. Em março deste ano, o Supremo Tribunal Federal (STF) suspendeu as ações de reintegração de posse, devido à pandemia, até 30 de junho. Segundo a Campanha Despejo Zero, a partir de 1º de julho, 142.385 famílias em todo o país correrão o risco de perderem suas casas a partir de 1º de julho (569.540 pessoas ao todo, sendo 97.391 crianças e 95.113 idosos). Entre os grupos que participam dos atos estão o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), o Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST), o Movimento Luta Popular, as Brigadas Populares, a União dos Movimentos de Moradia (UMM) e o Movimento de Lutas em Bairros, Vilas e Favelas (MLB).

Os protestos acontecem em diferentes cantos do país. Em São Paulo, por exemplo, os movimentos sociais fizeram o ato na Avenida Paulista. Milhares de pessoas com cartazes pediam a prorrogação da determinação do STF. No Twitter, o MTST publicou uma foto da manifestação e disse “Lutamos sem nunca perder a fé! Que nada nos falte e Deus nos proteja. Fé na luta, venceremos”.

Por Jovem Pan

 

logo
Rua Dom Bosco, 96 - Cirurgia 
Aracaju-SE - CEP: 49.055-340
Whatsapp:  79 99932-1656
Email: contato@gazetahoje.com