SES confirma dois casos de Sarampo no município de Estância

A Secretaria de Estado de Saúde (SES) informou nesta terça-feira, 13, que dois casos de sarampo foram confirmados em Sergipe. Trata-se de um adulto e uma criança moradores do município de Estância, distante 67 km de Aracaju.

A diretora de Vigilância em Saúde da SES, Mércia Feitosa, informou que a SES recebeu 11 notificações da doença este ano. Dois casos foram confirmados em Estância, dois estão em investigação e sete foram descartados. Ainda de acordo com Mércia Feitosa, as vítimas de Estância passaram por tratamento, não precisaram de internação e já estão recuperadas.

O município de Estância, conforme a diretora de Vigilância da SES, já executou todas as ações necessárias para impedir a circulação do vírus. “Já nos reunimos com profissionais de saúde do município de Estância e do hospital e já tomamos todas as medidas de controle da doença. A partir de agora, é reforçar a vacinação”, explica.

Mércia reforça que a principal arma contra a doença é a vacinação. “Desde o ano passado, estamos conscientizando para a importância da vacinação. Quem não é vacinado, deve se vacinar. Ainda estamos com uma baixa cobertura vacinal, principalmente a vacinação infantil, que está abaixo dos 95%”, alerta.

O Ministério da Saúde está recomendando a vacinação de reforço para crianças de seis meses a menores de um ano, que moram ou vão viajar para locais onde há surto de sarampo. Essa vacinação deve ser feita pelo menos 15 dias antes da data prevista para a viagem.

É importante ressaltar que essa é uma dose extra da vacina, portanto, não deve interferir na rotina prevista no Calendário Nacional de Vacinação. Todas as crianças do país devem continuar seguindo a orientação do Calendário Nacional de Vacinação: tomar a tríplice viral (D1) aos 12 meses de idade (1ª dose); e aos 15 meses (2ªdose), tomar a vacina tetra viral ou a tríplice viral + varicela.

Todos as pessoas de 1 a 49 anos de idade devem estar vacinadas contra sarampo. O esquema de vacinação é diferente de acordo com a idade.

Sarampo

O vírus provoca manchas vermelhas no corpo, febre alta, tosse, coriza, conjuntivite e pontos brancos na mucosa bucal. A doença é altamente contagiosa e pode ser transmitida pela respiração, tosse ou espirro da pessoa contaminada.

O sarampo já foi uma das principais causas de mortalidade infantil no país e pode deixar sequelas neurológicas. A proteção se dá por meio da vacina, que está disponível na rede pública. A mais comum é a Tríplice Viral, que protege ainda contra rubéola e caxumba.

com informações da Agência Brasil e do Ministério da Saúdesarampo 14 08

logo
Rua Dom Bosco, 96 - Cirurgia 
Aracaju-SE - CEP: 49.055-340
Telefones: 79 3214-5421 / 3044-0783
Email: contato@gazetahoje.com